Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GameOver: Blog oficial

O blog oficial do GameOver. Participa!



Sexta-feira, 28.03.14

Realidade virtual

Por esta altura já toda a gente sabe da última compra milionária do Facebook. Semanas após ter gasto 19 mil milhões de dólares na aquisição WhatsApp, a gigante de desembolsou mais 2 mil milhões de dólares pelo projeto Oculus Rift, os óculos de realidade virtual que começaram a dar nas vistas quando se apresentaram no Kickstarter, e que criaram muitas expetativas por entre a comunidade de jogos. Claro que esta venda causou muitas reações, sendo que a mais evidente foi o cancelamento imediato da versão Minecraft para este dispositivo, por parte do seu criador, Markus “Notch” Persson. Parece que o Facebook causa-lhe “arrepios”. E, como Notch é independente, não teve problemas e reagir e decidir de imediato

Mas, polémicas à parte, resta-nos imaginar o que fará o Facebook com este investimento e como lidará a Sony, agora que apresentou o concorrente do Oculus Rift, o Project Morpheus, com esta situação e de que forma poderá potenciar o facto de agora estar sem concorrente assumido nesta área.

Começando pelo que o Facebook poderá fazer, as possibilidades são infindáveis A começar na própria intenção de melhorar as comunicações entre os seus membros, imaginem chamadas recorrendo à realidade virtual, por exemplo, e terminando na crescente aposta na área dos videojogos e entretenimento em geral, a verdade é que há muita utilidade para dar aos Oculus Rift no universo da rede social de Mark Zuckerberg, e muito dinheiro para investir, como se pode ver.

Já a Sony, aparte dos rumores que indicam que a Microsoft estará também a trabalhar no seu dispositivo de realidade virtual, acaba por se ver sozinha neste universo virtual, potenciado em grande escala pelo projeto australiano. Depois do flop do 3D, a Sony poderá ter aqui uma peça de “artilharia” importante para usar na guerra desta geração. Veremos então o que a E3 nos poderá reservar este ano, onde novamente o GameOver estará presente para vos trazer todas as novidades.

Rogério Jardim

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Game Over às 18:26

Segunda-feira, 24.03.14

Xbox One finalmente em Portugal

Depois de vários meses em silêncio, a Microsoft acabou finalmente com a especulação e revelou que a Xbox One será lançada oficialmente em Portugal durante o próximo mês de setembro. O nosso país faz parte do grupo de 26 territórios que vão receber a nova consola nesta nova fase de lançamento, com a promessa de serem apresentados novos detalhes sobre o assunto no final de abril. Apesar do atraso significativo em relação à concorrência, o lançamento da nova consola é uma notícia muito positiva e que poderá ajudar a dinamizar o nosso mercado.

A esperança existe, mas para que tal aconteça será necessário que os responsáveis da Microsoft Portugal reverterem por completo a sua política de comunicação e de apoio global ao mercado de videojogos no nosso país. É impossível menosprezar o trabalho (reconhecido por todos) que a Sony tem desenvolvido em Portugal, mas não tenho dúvidas em afirmar que, em certa medida, o sucesso tremendo da marca PlayStation no território nacional é também explicado pela inoperância da Microsoft neste sector. Colocar meia dúzia de máquinas nas prateleiras e esperar que os resultados apareçam de forma miraculosa não é suficiente. Uma consola de videojogos não se vende “sozinha” como acontece, por exemplo, com um sistema operativo como o Windows.

O lançamento da Xbox One será assim uma oportunidade única para que a Microsoft Portugal possa finalmente passar uma imagem diferente, mostrando de forma inequívoca que pretende apoiar o sector dos videojogos no nosso país (jogadores, imprensa, retalho, distribuidoras, etc.), tal como tem acontecido com sucesso nas restantes áreas e unidades de negócio da companhia.

Bruno Mendonça


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Game Over às 11:04

Segunda-feira, 17.03.14

Mais um gigante improvável entra na guerra dos videojogos

Mais um gigante improvável acaba de declarar guerra à indústria dos videojogos: a Amazon. Há muito que corriam os rumores que o maior portal de venda de livros do mundo iria apostar na distribuição de videojogos. Até porque faz sentido, a sua plataforma de armazenamento e distribuição, e até os seus leitores de livros digitais, o Kindle, são propícios de darem funcionalidades lúdicas pois são suportados pelo sistema operativo Android.

A empresa refere que abriu os seus serviços de Nuvem aos produtores, no seguimento do anúncio em novembro da sua AppStream. Neste, as empresas podem colocar os seus títulos à venda de uma forma simples e direta ao consumidor.

Quem já assinou a tecnologia foi a produtora de Eve Online, a CCP, que vê na AppStream novas oportunidades de interação com os jogadores. Segundo o seu CTO do estúdio, Halldor Fannor, os utilizadores poderão de imediato começar a desenhar e construir os seus avatares enquanto o jogo descarrega (cerca de 6 GB). Ele acredita que os jogadores comecem de imediato a interagir com Eve Online, ainda antes de estar instalado.

Agora no campo dos rumores, ao que parece, a Amazon já estará a preparar a sua própria consola ou uma outra solução para correr jogos, ou mesmo uma nova geração do Kindle. A aquisição recente da Double Helix Games, responsável por Killer Intinct e Strider não terá sido inocente.

Uma coisa é certa: credibilidade não falta à Amazon. Os seus preços são quase imbatíveis no que toca à venda física (livros, jogos, filmes e música); e o seu leitor de livros digitais também tem sido um sucesso pela sua robustez, grande proximidade de um livre convencional, capacidade de armazenamento e autonomia. Resta saber se terá a experiência necessária para uma indústria com cada vez mais players: o trio Microsoft, Sony e Nintendo; Apple, Google e Facebook.

Ainda há dúvidas sobre a força da indústria dos videojogos na área do entretenimento?

Bom fim-de-semana

Rui Parreira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Game Over às 13:08

Sexta-feira, 07.03.14

Evolução à força

Com a revelação de Batman: Arkham Knight, a Rocksteady confirmou que ainda tem uma relação próxima com o Cavaleiro das Trevas. Há quem preferisse que o estúdio tivesse usado o seu toque mágico para dar a merecida qualidade ao Homem de Aço ou, como se chegou a especular, às Tartarugas Ninja, mas de um modo geral a comunidade regozijou com a notícia.

O ponto curioso, no entanto, diz respeito às plataformas para que o título foi anunciado: PC, PS4 e Xbox One. Previsto para outubro deste ano, não se sabe se os fãs portugueses terão as três hipóteses ou apenas duas – tudo depende da vontade da Microsoft em alargar o território da Xbox One. Mas a curiosidade prende-se com a exclusão das plataformas da geração anterior que de momento gozam de uma base instalada de largos milhões, muitos mais do que as da nova geração.

Até agora, poucos títulos são exclusivos das novas consolas por uma razão muito simples: a PS3 e a Xbox 360 vendem mais unidades de jogos. Ao negar uma escala maior de compatibilidade, a Rocksteady está a declarar que Batman: Arkham Knight só pode ser jogado na nova geração. É apenas com esta postura que a PS4 e a Xbox 360 (e a Wii U no seu território muito particular) valerão a pena. Se o passo geracional for dado a meia distância e as experiências forem comuns à nova e à antiga gerações, de que vale investir numa nova consola?

Duarte Pedreño

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Game Over às 18:05



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

Mais Jogos no SAPO




GameOver Ir para o site GameOver