Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GameOver: Blog oficial

O blog oficial do GameOver. Participa!



Sexta-feira, 10.04.15

Quando deixará o Cloud Gaming de ser o futuro para se tornar no presente?

Esta semana ficou marcada pelo anúncio do encerramento do OnLive, com os seus servidores a terminarem o serviço já no final de abril. Para quem não se lembra, este serviço deu início à revolução do Cloud Gaming, chegando pouco depois o Gaikai, atualmente propriedade da Sony.

Quando o OnLive foi revelado, em março de 2009, o serviço prometia um grande apoio das editoras, ditando uma mudança de paradigma no consumo. Supostamente iria ser o próximo passo na comercialização dos videojogos: depois dos jogos físicos em retalho e a distribuição digital; a subscrição de acesso a uma biblioteca de títulos alojados num servidor e jogados via streaming. A tecnologia provou ser eficaz, mas ainda hoje, seis anos depois desta revelação, não se massificou.

A Sony desde início acreditou no Cloud Gaming e investiu 380 milhões de dólares na aquisição do Gaikai, o concorrente do OnLive. Todavia, foram precisos esperar vários anos para que a Sony decidisse rentabilizar este investimento, e em 2014 inaugurou o PlayStation Now, que basicamente permite aceder a conteúdos da PS3 nas diferentes plataformas da Sony: a PS Vita, PS3, PS4, PlayStation TV e até televisões Bravia preparadas com a tecnologia. Mas o catálogo ainda é muito limitado e a Sony continua a demonstrar alguma timidez no seu serviço, ainda que o potencial seja enorme: basta olhar para o legado de 20 anos de títulos para as suas respetivas plataformas.

Ainda que possamos ver uma maior difusão do Cloud Gaming na atualidade, sobretudo ao nível das operadoras de televisão por cabo. A oferta é tão insignificante quando comparado com os meios tradicionais, já que não existem verdadeiros incentivos para os eventuais utilizadores interessados investirem. A americana Netflix, por exemplo, atacou o mercado da televisão com algumas séries televisivas exclusivas e credíveis, e é isso que faz falta ao Cloud Gaming. Compreendo que seja impraticável lançar neste momento um equivalente a GTA V exclusivamente para o mercado Cloud, mas não me chocaria se a indústria indie fosse uma força catalisadora deste serviço.

Mantendo a atenção necessária pela tecnologia Cloud Gaming, a Sony revelou a aquisição de 140 patentes do OnLive, logo após o anúncio do encerramento do serviço. Novas oportunidades para o portefólio da companhia? Ou anular qualquer tipo de ameaça oriunda de algum concorrente capaz de espoliar o defunto serviço?

Por muito promissora que esta tecnologia seja – e pessoalmente estou muito curioso por vê-la vingar –parece estar a marinar. A distribuição digital teve um percurso semelhante, com o Steam a puxar uma carroça que agora representa uma enorme fatia da indústria. Mas quando será o tempo de jogar na nuvem? Reformulando, quando teremos uma verdadeira alternativa de subscrição ao mercado convencional de aquisição de videojogos?

Bom fim de semana
Rui Parreira

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Game Over às 08:51




Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

Mais Jogos no SAPO




GameOver Ir para o site GameOver