Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GameOver: Blog oficial

O blog oficial do GameOver. Participa!



Sexta-feira, 20.02.09

É bom ser-se superior!

Como é sabido, a indústria japonesa de vídeojogos está a passar por uma grave crise. Para além de se encontrar estagnada, tem sido invariavelmente eclipsada pela subida vertiginosa da sua congénere ocidental. Talvez arrasada seja o termo que melhor se adapta à situação.


Consequentemente, ouvem-se cada vez mais palavrinhas de amor vindas de criadores japoneses, no que toca a obras saídas do continente americano e europeu. Facto que não deixa de ser absolutamente surreal para quem acompanha estas andanças há muitos, muitos anos. Dá ideia que estamos perante a rendição de um gigante que cometeu o erro de adormecer sobre antigas conquistas

 

 

Esta semana foi a vez de Atsushi Inaba, “pai” de Viewtiful Joe, Okami, God Hand e MadWorld, dizer o que pensa sobre o assunto, durante uma conversa com o Developmag.


“Para ser honesto, penso que, na sua grande maioria, os criadores ocidentais são superiores aos japoneses.


“Por essa razão, nós, criadores japoneses, temos de compreender que será necessário trabalhar arduamente de forma a atingirmos o nível ocidental.”


Ouch! Doeu! Tempos diferentes e estranhos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 13:18


5 comentários

De Shiryu a 20.02.2009 às 14:10

Diferentes, estranhos e assustadores! Eu não quero que o tipico jogo japonês desapareça, ou pior, comece a ser lançado apenas no Japão.

Cada vez tenho mais saudades dos 16-bit, do RPG japonês, do schmup com mil e um tiros no ecrã, dos jogos de plataformas adoraveis, enfim... só de imaginar um Okami versão fotorealista, até tremo!

Se bem que nenhuma empresa é uma obra de caridade e é necessário sobreviver nestes tempos estranhos, terei muita pena em assistir à hegemonia ocidental dos videojogos...



Em notícias mais felizes e 100% made in japan: Street Fighter IV tá aí! Viva o Carnaval! HADOKEN!

De Nelson a 20.02.2009 às 17:43

Dói mesmo! Mas também temos de ver que as produtoras ocidentais tem subido muito de nível e são cada vez mais!

De lalilulelo a 20.02.2009 às 23:24

Tenho alguma pena em ver o tipo de jogo japonês a desaparecer, mas bem vistas as coisas muitos dos grandes titulos japoneses têm uma forte conotação ocidental, apenas um leve toque do excêntrismo do pais do sol nascente. Sagas como MGS, RE e Silent Hill têm uma forte veia hollywoodesca. Pena que cada vez mais jogos se aproximem do aspecto Hollywoodesco para cativarem os consumidores e percam aquele gostinho diferente que antes se sentia em cada jogo. Hoje em dia os jogos sao muito iguais. Por isso mal posso esperar pela lufada de ar fresco que será certamente o proximo jogo de fumito ueda e da sua team ico. espero k jogos como SoTC, okami, killer7 e final fantasy nunca desapareçam.

abraço

De CC a 21.02.2009 às 14:35

Com o mercado japonês a encolher, é natural que os programadores nipónicos fiquem para trás.

Basta ver que o mercado japonês está cheio de títulos mais casuais e até mesmo as powerhouse gráficas como o Yakuza 3 e o Final Fantasy XIII não são tão impressionantes como um Killzone 2 ou um Gears of War 2.

Os motores gráficos japoneses ainda não chegaram á excelência que é o Unreal Engine 3 e outros ainda não sabem bem mexer nele(exemplo: os bugs do Last Remnant).

O ocidente terá de ser e é agora a maior fonte de rendimentos das editoras japonesas que apostam em jogos de alta definição.

E os RPGs estão mesmo a precisar duma remodelação.

De jorgito85k a 22.02.2009 às 16:02

“Para ser honesto, penso que, na sua grande maioria, os criadores ocidentais são superiores aos japoneses.


“Por essa razão, nós, criadores japoneses, temos de compreender que será necessário trabalhar arduamente de forma a atingirmos o nível ocidental.”

Quase não consigo acreditar que li isto.
Mas depois penso que isto talvez se trate apenas de uma forma propositada para deixar contentes e Ego alto os criadores ocidentais. Ou seja parece-me que foi dito por cortesia, e que não reflecte a realidade.

Eu não vejo superioridade nos tais "criadores ocidentais" sobre os Japoneses.
Farto da praga dos FPS e jogos de acção estou eu. Se existe criatividade actualmente, é praticada pelos Japoneses não pelos Americanos.

E muita pena tenho eu de ver uma SCE cada vez mais americanizada, a dar uma importância enorme e desmesorada à SCEA.
Os Japoneses quase não compram consolas e jogos PS3 porque a SCE se preocupa demais com o mercado Americano e quase já nem liga ao mercado Japonês.

Tal como a SONY, várias outras companhias têm cometido o mesmo erro.

Eu aprendi a gostar dos videojogos, com os jogos Japoneses e sinceramente não vejo nada de especial nesta geração de Treta em que só os gráficos contam e já nem existe ARTE no design de cada jogo.

Se for sequer pensar na caso da Europa, então enfim ...
O que é feito da Rare de antigamente, da (SONY) Psygnosis, ...
Além de LitleBig Planet o que se criou de realmente bom na Europa ?
Será a Europa concorrência para o Japão? Não me parece que seja, nem equiparadas estão. E não será o Killzone 2 que vai salvar uma indústria na Europa, mais um jogo da praga dos FPS e ainda por cima quase a Preto e Branco, de tão poucas cores aparenta ter. Isso é que é arte e design ? Não me parece ter muita arte o Killzone 2.

Cumps.

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

Mais Jogos no SAPO