Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

GameOver: Blog oficial

O blog oficial do GameOver. Participa!



Quinta-feira, 14.12.06

Que desilusão! Que nojo!

Como em tudo, as desilusões também fazem parte da vida de quem gosta de vídeojogos. Quem é que ainda não teve uma surpresa realmente desagradável, alguns minutos após ter estado na companhia de um título há muito aguardado?! É como se fosse um desgosto amoroso, mas sem a parte chata de se ficar sem actividade sexual durante dias/semanas/meses... facto que retira alguma gravidade ao problema.

 

Na parte que me toca, não necessito de viajar muito no tempo para me recordar de três dessas situações.

 

Para começar... Devil May Cry 2. Como é que um primeiro capítulo tão bom poderá ter dado origem ao um segundo tão mau? Nada funcionava, as novidades eram péssimas, os combos uma miséria, os ângulos de visão davam vómitos, a segunda personagem não interessava nem ao Menino Jesus. Enfim... fiquei mesmo triste. Tantos mesinhos à espera e a Capcom deu-me essa coisa. Lixo puro.

 

Depois temos Blinx, obra da Artoon para a Xbox. Controlar o jogo como se fosse um vídeogravador... forward... rewind... pause... play. Prometia tanto. Ofereceu tão pouco. Ou seja, aquilo que tinha tudo para ser algo de realmente diferente assumiu a forma de coisa para esquecer rapidamente e em força. Já vi postas de pescada fora do prazo mais interessantes que essa miséria.

 

Angel of Darkness... Angel of Darkness... como é possível tratar-se tão mal a Lara Croft?! E tenho de confessar que gosto muito da rapariga. Mas após ter passado algumas horas na companhia deste candidato falhado a brinquedo digital, quase que perdi a esperança na indústria. Uma tarde passada numa repartição das finanças consegue ser mais emocionante e divertida do que esse pedacinho de iogurte estragado, versão joguito.

 

E quanto a vocês? Revelem-me os vossos maiores desgostos vídeojogáveis. De certeza que já tiveram um ou dois...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 17:18

Quarta-feira, 13.12.06

Ponto da situação

Japão e Estados Unidos já tem o trio de máquinas que compõem a nova geração de consolas. E o período festivo tem trazido algumas surpresas... ou talvez não.

 

No que toca aos Estados Unidos, sabe-se que a Xbox 360 tem lucrado muito com a falta de stocks da PlayStation3. O lançamento de Gears of War também não é inocente no que toca à subida do número de consolas norte-americanas vendidas. Segundo as mais recentes informações, foi a vencedora do período que rodeou o Dia de Acção de Graças. Resta saber se conseguirá atingir a fasquia pretendida pela firma de Bill Gates: 10 milhões até ao final de 2006.

 

Depois temos a Wii. Talvez o melhor lançamento da história da Nintendo, com as vendas a baterem recordes por tudo quanto é país. 325.000 consolas vendidas nos seus dois primeiros dias de vida na Europa... é obra. 1.350.000 vendidas por esse mundo fora... a obra é ainda maior! Para quem não quer ser concorrente das outras duas, afirmando que nada tem a ver com a guerra next-gen... nada, mas mesmo nada, mau.

 

Por fim, a PlayStation3. Se o nascimento da Wii decorreu sobre rodas, o mesmo não poderá ser dito da chegada da nova máquina Sony, com as linhas de montagem a não conseguirem dar resposta aos pedidos. Esta falta de stocks faz com que, para já, seja a derrotada deste período festivo. Provavelmente, o lançamento em simultâneo em dois continentes poderá ter sido um erro, especialmente tratando-se de mercados vitais como o norte-americano e o japonês.

 

Obviamente que recuperará terreno com o decorrer dos meses e com a estabilização da situação, pois a realidade é que não aconteceu nenhuma catástrofe – não ficaram PS3 por vender nas prateleiras das lojas. Mas uma coisa é certa, foram cometidos deslizes pouco habituais por terrenos da mãe dos Walkman, não conseguindo escapar ao facto de ter ficado atrás das dupla de concorrentes, nas semanas que se seguiram à sua chegada ao mercado.

 

Já agora, cliquem aqui: http://nexgenwars.com/ e conheçam o número aproximado de consolas next-gen vendidas por esse mundo fora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 17:49

Quarta-feira, 13.12.06

Grátis, mesmo grátis! Mas mesmo, mesmo grátis!

Ufa, isto tem sido uma trabalheira! À parte uns comentários aos posts do Luís, já não escrevia nada no blog há que tempos. Mas foi por uma boa causa.

Tenho estado a trabalhar afincadamente na nova versão do SAPO Jogos, que além de novos jogos para download está agora mais barato. Mas melhor ainda, temos estado a preparar e acabamos de lançar uma prenda de Natal do SAPO para os nossos utilizadores: jogos à borla!

Nem mais... De borla, grátis e sem pagarem mais por isso.

E se pensam que estamos a falar de de versões em Flash do jogo do galo ou coisas do género, pensem outra vez. Que dizem a jogar à borla o Colin McRae 2005? E o Sensible Soccer 2006? E não são demos, são os jogos completíssimos. E não são só estes, temos mais jogos disponíveis e teremos ainda mais durante as próximas semanas. Tudo oferta do SAPO. Aliás, o SAPO está presente dentro dos jogos, pois estes estão a usar uma tecnologia de "in-game advertising" que permite colocar publicidade dentro dos jogos de forma dinâmica (já tinha falado disto antes aqui no blog).

Por isso, visitem http://jogosgratis.jogos.sapo.pt e divirtam-se.  Aproveitem e digam aqui o que acharam da presença dos anúncios nos jogos. Incomodou-vos? Gostariam de ter mais jogos à borla se para isso tivessem apenas de conviver com alguns anúncios? Digam de vossa justiça!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por namorado às 17:42

Terça-feira, 12.12.06

Jogar numa ilha deserta

“Que...(a preencher por quem de direito)... levarias para uma ilha deserta?”

 

Esta é uma pergunta clássica em entrevistas, magazines de televisão e em dias passados entre amigos. Calculo que em blogs também.

 

Como este post foi colocado num blog, blog esse dedicado a vídeojogos, a pergunta que se impõe é: “Que jogos levaria comigo para uma ilha deserta?”

 

E que questão complicada essa. A minha vida é longa e por ela passaram muitas obras que a marcaram bem marcadinha. E se tivesse de escolher apenas doze, junto aos quais teria de passar, em solidão, o resto dos meus dias?!?!

 

Bem... peço desculpa se me esqueci de algum... mas aqui fica a listinha:

 

1 – Robotron, na sua versão máquinas de arcadas. Obra máxima de Eugene Jarvis. Adrenalina pura. Confesso que fiquei indeciso entre Robotron e Tempest.

 

2 – Ms. Pacman. Tenho a máquina de arcadas em casa, portanto, seria fácil colocá-la num avião. É um Pacman sob efeito de anabolizantes. A primeira grande sequela da história dos jogos.

 

3 – Ant Attack. Jogo de Sandy White para o Spectrum. Um mimo que me deu a conhecer as pseudo 3 dimensões e as delícias da perspectiva isométrica. Além do mais, foi o primeiro título vídeojogável onde se viam as cuequinhas da protagonista. As meninas de Dead or Alive que se roam de inveja! Pura arte!!!

 

4 – Speedball 2. Rollerball, segundo a visão dos Bitmap Brothers. À conta dele parti resmas de joysticks do Amiga. Acreditem que ainda tenho cicatrizes na palma da mão direita. Literalmente... este marcou-me para sempre!

 

5 – Super Mario World. Talvez o melhor jogo de plataformas. Fácil de começar, difícil de se dominar... mas jogabilidade na sua forma mais pura! Uma paixão. Shigeru Miyamoto no seu melhor!

 

6 – GunStar Heroes. O mais original dos jogos da Treasure, que acertou em cheio no coração da MegaDrive. Tão criativo, tão criativo que até chega a chatear. Uma obra-prima!

 

7 – Sonic CD. O grande jogo da malograda MegaCD. Gráficos de luxo, longo, imaculadamente jogável e com uma banda sonora de se chorar por mais – no que toca à versão japonesa. Uma das paixões da minha vida!

 

8 – The Legend of Zelda: A Link to the Past. Tudo o que o franchise Nintendo tem de melhor encontra-se neste capítulo para a Super Nintendo. Um marco!

 

9 – Panzer Dragoon Saga. O RPG! Mais um que me marcou literalmente, com Azel a acompanhar-me até ao fim dos meus dias. Pois é... está tatuada no meu braço esquerdo! Convém referir que é a obra máxima do Team Andromeda para a Sega Saturn.

 

10 – Diablo. Não poderia passar o resta da minha existência sem um jogo da Blizzard. Tão simples quanto isso!

 

11 – Mario64. Este não necessita de qualquer comentário. É a revolução em forma de vídeojogo.

 

12 – Super Street Fighter II, na sua versão Super Nintendo. Teria de levar comigo o comando da SNES. Sem ele não sou nada naquela que deverá ser obra por mim mais horas utilizada!

 

Por fim... em forma de bónus... levaria a minha máquina de flippers. Sim, também tenho uma na sala da minha casa. E adoro-a do fundo do coração!!!!!! É a menina dos meus olhos!!!!

 

Já agora, termino com uma pergunta: Que jogos levariam com vocês para uma ilha deserta?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 16:34

Segunda-feira, 11.12.06

Wii: O que é nacional é bom?

A Wii chegou a Portugal. Teve honras de lojas abertas à meia-noite, filas de espera e até de uma festa no Oceanário. Será que é desta que a Nintendo vinga no nosso país?

 

Pela primeira vez em Portugal, uma consola da Big-N teve direito a um lançamento digno desse nome. Filas, festas, reportagens nos vários canais de televisão, famosos com o Wiimote nas mãos e a palavra “esgotada” a ser proferida em tudo quanto é loja e lojinha.

 

Mas queixas não têm faltado. Rayman nem vê-lo, Red Steel em falta, Wii Play é mentira, falta de Wiimotes extra, comando clássicos em pouca quantidade, etc, etc, etc.

 

E de quem será a culpa? Da Concentra? Das distribuidoras externas que não conseguiram colocar determinados jogos nas lojas? Da Nintendo Europa que se esqueceu do nosso país? Ou será que se trata do problema habitual no que toca ao lançamento de consolas nesta terrinha à beira-mar plantada? Eu aponto mais para esta última hipótese.


Quem não se lembra das poucas PS2 - e pouca variedade de jogos - distribuídas no dia de lançamento da consola? Quem não se lembra de títulos do line-up de estreia da PSP que levaram várias semanas para chegarem às lojas, tendo o mesmo acontecido com diversas obras de estreia da Xbox? Por muito que nos custe, seremos sempre brindados de forma proporcional ao resto da Europa, ou seja, convém não esquecer que não passamos de 10 milhões de habitantes...



A realidade é que, mais problema menos problema, pela primeira vez senti o “alma Nintendo” a dar sinal de si em Portugal. Efeito dos ecos que vêm lá de fora? Uma campanha promocional que acertou em cheio no alvo? O passa palavra? A sede por experiências de jogo diferentes? Um preço mais barato? Talvez um pouco de tudo isto.

 

E a pergunta impõe-se: será que é desta que a Big-N entra em força por terras lusas? Sinceramente, espero bem que sim. Sinceramente, acho que sim.


Já agora,  enquanto consumidores, qual a vossa opinião sobre a chegada  da Wii ao nosso país: sim, não ou quem dera?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 17:42

Quinta-feira, 07.12.06

Wiiii ou Niiiii?

A Wii chegou à Europa. A Wii chegou a Portugal. A Wii chegou a casa de muitos portugueses... ou talvez não!

 

“Sim, consegui uma Wii no dia de lançamento!” ou “Estou um farrapo. Não arranjei uma consola.”

 

“Adoro a máquina!” ou “Que desilusão de consola!”

 

“O Wiimote é perfeito!” ou “Que coisa horrível!”

 

“Comprei o Twilight Princess. Magnífico!” ou “Estou feliz apenas com o Wii Sports.”

 

Basicamente, contem-me tudo sobre o vosso primeiro contacto com a nova consola da Big-N. As boas experiências, as más, as que não foram nem carne nem peixe, aquelas que nem chegaram a ganhar o estatuto de experiência, o momento em que abriram a caixa, o momento em que não abriram a caixa, o primeiro voo do Wiimote através da sala... enfim, tudo, tudo.

 

Aproveitem e deixem umas dicas para os muitos que ainda não conseguiram arranjar uma Wii, especialmente no caso de terem visto algumas consolas sem dono.

 

Já agora... boa sorte a todos para os dias que aí vêm!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 17:24

Quarta-feira, 06.12.06

Wiimote loves Half-Life 2

O Wiimote tem vida para lá da consola Nintendo. Pelos vistos, a criatividade é mesmo o limite...

 

Quero com isto dizer que para além de ser utilizado em sessões de pesca, partidas de ténis, confrontos de boxe, espadeiradas, corridas de carros, vasos partidos, violentos toques na cara do parceiro do lado e em voos na direcção da parede mais próxima... também poderá ser usado em conjunto com programas para PC e Mac.

 

Se não acreditam, vejam o vídeo em baixo colocado e saibam o que acontece quando o Remote dá as mãos à versão Windows de Half-Life 2. Só é pena que os rapazes não tenham conseguido ligar o Nunchuk, peça de hardware essencial para um FPS.

 

Espero, sinceramente, que um génio descubra a forma de dar as seguintes utilizações ao Wiimote:

 

1 – Cozinhar refeições

 

2 – Ir buscar cervejinhas ao frigorífico

 

3 – Arrumar diariamente a casa

 

4 – Ir às compras

 

5 – Ir em minha representação às festas de família

 

Sonhar não custa!

 

Quanto ao vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=asY_I8y6C0M

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 18:04

Terça-feira, 05.12.06

Se for entrevistado não beba!

David Jaffe foi a uma festa na Mansão da Playboy. Bebeu. Bebeu mais um bocadinho. E ainda teve tempo para beber mais um pouco. No momento em que o álcool passeava alegremente pelas suas veias, o pessoal do Gametrailers ligou as câmaras e fez-lhe uma pequena entrevista.

 

Resultado... o criador de Twisted Metal e God of War falou muito, disse o que devia e, principalmente, o que não devia, interrompeu Jeef Reese - do marketing da Sony -, proferiu 90 “fucks”, 107 “shits”, disse que era um programador de série B e que o sistema de combate de God ficava a milhas do de Devil May Cry. Isto entre muitos outros mimos que não deverão ter agradado por aí além aos responsáveis norte-americanos da gigante nipónica.

 

É no que dá mistura de playmates, shots, cervejas, bebidas brancas, bebidas negras, bebidas às riscas e sabe Deus mais o quê. O dia seguinte deve ter trazido algumas dores de cabeça, enjoos, repugnância à comida e forte dose de arrependimento. 

 

Sem mais palavras, cliquem no link e deliciem-se com um chorrilho de palavras e frases.

http://www.youtube.com/watch?v=slIAhNwksm0&eurl

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 18:00

Segunda-feira, 04.12.06

E agora?

O trio de novas consolas já mostrou o que vale. Wiimote, Zelda, Virtual Consola, Gears of War, Live, 720p, 1080p, HD, Sixaxis, Resistance, Blu-Ray, HD-DVD...

 

E certo é que todas têm os seus pontos fortes e vários pontos fracos. Agora que todas deram entrada nas lojas norte-americanas e nipónicas... agora que já todos lemos e escrevemos sobre elas... agora que passaram da teoria à prática... chegou a altura de se tomar uma decisão final: em qual se irá gastar os muitos euros pedidos!

 

Na parte que vos toca, enquanto consumidores atentos ao que se passa na indústria dos vídeojogos, os acontecimentos, revelações, lançamentos e críticas às máquinas e jogos já lançados fizeram-vos mudar de opinião sobre qual comprar? Ou será que as vossas certezas foram confirmadas? Quais são as vossas expectativas para os tempos que aí vêm? Haverá uma vencedora e duas derrotadas?

 

Aproveitem este humilde espacinho e digam de vossa justiça.

 

Eu... bem... neste preciso momento vivo em estado de menáge a quatro, dividindo a minha atenção entre Twilight Princess, Wii Sports, Gears of War e Rainbow Six: Vegas. Quanto ao futuro, sinto um ligeiro arrepio ao pensar em coisinhas lindas como Smash Brawl, Super Mario Galaxy, Metroid Prime: Corruption, Metal Gear Solid 4, Heavenly Sword, Halo 3 e BioShock. Futuro risonho este...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 17:20

Pág. 2/2




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Dezembro 2006

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

Mais Jogos no SAPO




GameOver Ir para o site GameOver