Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

GameOver: Blog oficial

O blog oficial do GameOver. Participa!



Quarta-feira, 22.11.06

Velho do Restelo

De quando em vez é lançada uma compilação de velhos clássicos. De quando em vez dou por mim a pensar “isto é que eram tempos, caramba!”

 

Foi o que aconteceu após algumas horas na companhia de Capcom Classics Collection Reloaded para a PSP. Ghosts’n Goblins, 1942, Street Fighter II, Commando, Mercs... foi uma barrigada de matar saudades, que só pecou pela falta de comparência de Final Fight. Ou seja, têm sido horas e mais horas de “isto é que eram tempos, caramba!”

 

Mas, pensando a frio e sem saudosismos, confesso que não sei se conseguiria passar sem ter ao meu lado uma máquina que ofereça pura luxúria visual. Quero com isto dizer que é excelente matar saudades de Gauntlet... sabendo que pela madrugada fora vou ter como companhia o HD e o online de Gears of War.

 

E este sentimento não é de agora. Por exemplo, Super Mario World é um dos jogos da minha vida. Mas após ter passado por Mario64... gosto de voltar à carga na aventura SNES, mas sempre sentindo alguma falta do 3D total da obra criada para o hardware da N64.

 

Será que mesmo sendo apaixonados pelo retrogaming conseguiríamos regressar ao passado, dizendo adeus ao que de melhor nos consegue oferecer o hardware das mais recentes máquinas? No que me diz respeito, jogar Time Pilot ‘84 dá-me um enorme gozo, mas Marcus Fenix e os Locust já fazem parte da minha vida... que sem eles perderia um pouco do seu colorido!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por luxxx às 01:20


17 comentários

De namorado a 22.11.2006 às 10:30

Sobretudo os ditos "clássicos" não dizem nada às gerações mais novas. Foi engraçado passar pelo Retrobop e ver toda a história das consolas à minha frente. Mas mais engraçado foi ver o ar de incompreensão na cara dos mais novos: era um misto de "Mas que raio de gráficos são estes?!?!?" com "Aquele tipo está mesmo a jogar isto?!?!?", seguido de uma migração rápida até à PSP ou Xbox 360 mais próxima.

De Shiryu a 22.11.2006 às 22:09

Exactamente o que senti na Retrobop, assim como os amigos com quem fui. Tenho um comentário na minha homepage da minha experiência na exposição, adorei aquilo, mesmo!

Uma história sobre mim:

Era o fim da Nintendo N64. Após o Natal em que saiu o Zelda: Majora's Mask, não haviam mais jogos no horizonte, era mais o fim de uma geração, já com a Dreamcast nas lojas e a PS2 no horizonte.

Então.. que fiz eu?

Arrumei a PSX e a N64, fui montar a Super Nintendo! Tinha a minha colecção original de 20 cartuchos, que muito $ tive de juntar para os ter (eram os tempos antes a internet, antes do ebay, antes damazon). Zelda, Mana, Metroid, F-Zero, Probotector, Axelay... eu redescobri um mundo que, de facto, nunca tinha deixado: Os 16 bits!

Nos meses seguintes, adquiri muitos mais cartuchos, vendidos ao preço da chuva nos cash lands e ebay. Pelo caminho, comprei uma Megadrive2, que nunca tinha tido. "Herdei" os cerca de 20 jogos do meu primo que se preparava para vendelos ao desbarato num cash land. Tinha pérolas como o Phantasy star 4 e o Soleil, visto que ele me costumava perguntar quais os jogos que devia comprar, tava semrpe bem aconselhado. Comecie também a comprar jogos Megadrive ao desbarato tendo alguma sperolas como o Herzog Zwei com caixa e manual!

Foram meses e meses nesta vida "retro", até finalmente ter visto o Devil May Cry em casa de um amigo meu que já tinha uma PS2 desde que tinha saíd o PES para máquina. comprei a PS2 quando ela ja estava a 60 contos, tendo então arrumado a SNES e a Megadrive apenas por uma questãode falta de espaço. No fim desta aventura, a minha coleção de SNEs ultrapassa hoje os 70 cartuchos e a da Megadrive ficou-se por cerca de 50.

Portanto, SIM! Eu consigo dispensar a tecnologia do hoje, mas o meu mínimo essencial são a geração de ouro dos 16 bits. Claro que quem ler este meu post que tenha nascido depois de 1990, assume que eu não bato bem do juízo (e mesmo os mais velho...enfim, não digo q estão longe da verdade...:P ), mas sinceramente, muitos dos jogos dessa altura são bem melhores (claro, não no aspecto tecnológico**)dos jogos PS2 que estão hoje nas prateleiras das lojas... e é pena, porque é díficil de explicar aos moços e moças de hoje porque é que o Secret of Mana da Super Nintendo é pura e simplesmente um pedaço do céu, independentemente da tecnologia.

Epá, eu ando a escrever demais... prometo começar a comentar entradas no blog com apenas um "sim! :D", "não! :(" ou simplesmente "nhec!" no futuro.



*Na altura, ou se tinha uma Megadrive, como a maioria, ou se tinha uma Super Nintendo, se fossemos de ideias próprias... ui as discussões no secundário sobre qual a melhor consola eram uma festa, após ter sáido o Streefighter 2 na SNES, nunca mais conseguiram defender a honra da Megadrive como consola #1.

**No entanto, as limitações dos sitemas antigos permitiam aos programadores relamente inovar e exprimentar novos "truques", realmente puxar ao máximo do hardware e da memória limitada dos cartuchos (assim de repente, lembro-me logo do Donkey Kong Country). Após o mau uso da tecnologia CD e DVD em que nos enfiavam montes de jogos cheios de FMV e jogabilidade zero, olho para trás e penso que estas limitações talvez não fossem assim tão más como isso. E é algo que notei no GBA/DS, os jogos são feitos segundo esta filosofia: "O hardware é este, o tamanho do ROm é este. Vamos lá fazer um jogo que aproveite isto ao máximo!". São normalmente estes jogos que eu aprecio mais.

De The Ruller a 22.11.2006 às 22:29

Um comentário cheio de conteúdo e de inspiração! Gostei bastante!

E com esta conversa toda, fiquei com vontade de ter daqueles emuladores de Mega Drive que tanto se fala, mas que não sei onde se encontram! Não sei muito sobre o assunto, mas caso seja ilegal (já ouvi que era e que não era!), peço as minhas desculpas!

Então, alguém diz como arranjo um emulador de Mega Drive e os respectivos jogos?

De Shiryu a 22.11.2006 às 22:41

São ilegais +ou-.

Sou um entendido/adepto na matéria, e vou tentar explicar resumidamente. Os emuladores em si próprios, não são ilegais. São como software de peer2peer, os programas em si não tem qualquer ilegalidade.

Ilegais sim são os ROMs destribuidos na net em sites http e afins. É exactamente igual ao warez.

Eu acho bem mais grave perder-se a possibilidade de jogar a jogos que são história. As pessoas que defendem a emulação (como eu) fazem-no com a idelogia de preservar a possibilidade de poder jogar aos jogos nos sistemas operativos de hoje. Por exemplo, onde é que se pode ir a uma arcade hoje em dia jogar Final Fight? Exacto...

Mas pronto, levantaste um caso muito bicudo aqui, um que dava um blog só por si mesmo.

Sou OP no #emuladores da PTnet há muitos anos, basta la ires e pedir ajudar, referindo o meu nick.

De qualquer modo, não cometo nenhuma ilegalidade e penso que não vai contra a regras do blog eu apenas dizer duas palavras para ires procurar no google:

KEGA FUSION 3.51

Se for, peço muitas desculpas. Se me apagarem este comentário, eu percebo a dica. ;-)

De The Ruller a 22.11.2006 às 23:12

Obrigado pela disponibilidade! Só uma coisa: já tenho esse programa, o KEGA 3.51, só não sei onde arranjo os jogos. Sei que pode ser muita burrice minha, mas não sei mesmo!
Fui ainda ao ptnet, mas aquilo era tudo muito confuso.
Obrigado!

De Shiryu a 22.11.2006 às 23:24

Isso já seria claramente ilegal para mim facilitar tal informação, foi tal como disse... sorry.

De The Ruller a 22.11.2006 às 23:53

Pois, acho que já estava a abusar também!
Seja como for, lá me consegui safar!

De Shiryu a 23.11.2006 às 00:00

"Knowledge is power. Hide it wel."

De Miguel a 26.06.2008 às 22:42

xD

Eu também tenho uma Megadrive (ainda é a 1) e ADORO jogar nela... é o vício total! xD

E venho desmentir a teoria do Shiryu, que a geração depois de 1990 já não se interessa... bem, eu sou de 1992, mas cresci com o meu irmão ('87) a jogar MD e também comecei. Adoro, adoro, adoro. Amo o Sonic The Hedgehog 1, 2 e queria mesmo arranjar o 3... sabem onde posso comprar?

Obrigado!

De luxxx a 23.11.2006 às 01:45

AH! Quem não se lembra do grande Night Trap, para o MegaCD? Era uma aventura FMV tão má, tão má, tão má, mas mesmo tão má, que chegava a ser excelente!!!!

Até a pobre protagonista suicidou-se.

Descansa em paz, Dana Plato, os teus gritos no jogo ficarão para sempre na minha memória!

De Shiryu a 23.11.2006 às 13:27

Esse jogo deve ser tão mau, tão mau, que eu até me recuso a jogá-lo, embora já tenha tido a oportunidade...

No entanto, ando "re-viciadissimo" na versão MEGACD do Dune. Legendagem em Fremem!!!

De alien_kill a 22.11.2006 às 20:45

Bm pessoal isto para mim, tb ja mão passo sem a nova geração, não digo um HD no seu pleno esplendor, mas eu joguei muito jogos como sonic, contra, golden axe(um dos meus favoritos de sempre), doom, bm são tudo jogos muito bons. Mas meus amigos, hj em dia as maravilhas do 3D e o poder das geraçoes dos ultimos nos, XBOX,PS2,GC, e o as de nova geração, os gráficos destas aliados ao sistema de som sorround, e pah e PAH!!! há jogos totalemente brutais, bm akeles mesmo mesmo mesmo, que me conseguiram fazer realmente sentir FELIZ:p o HALO e HALO2 sao jogos k nunca esquecerei a sensação de "sei la" lol, de que senti, era o realizar de um sonho, todos akeles combates épicos, espectaculares, bm desde aí só a semana passada consegui recriar estas emoções de volta ao GRANDE Gears of War, mt bom mxm. Mas é claro k isto porque nos porporcionam grandes cenas de acção, totalmente deslumbrantes!!...mas mtx outros k joguei me deixaram com muitas saudades, jogos tão simples, que a diversão era tudo!!! Bm actualmente o jogo que tenhu mais saudades, é um k n é propriamente da antiguidade, mas que faz muita falta...ele é SHENMUE...Ecnotra-se no meu TOP 2 logo a seguir ao halo:p

Pra sempre jogos, iniciativas como Live arcade são muito boas para reavivar os clássicos, e para que se criem novos como antigamente.

Fikem bm!

De luxxx a 23.11.2006 às 01:47



Adoro o Golden Axe... Adoro o Contra... Adoro o Shenmue... Adoro o Halo... Adoro o Halo 2... caramba!

De Andre a 22.11.2006 às 22:09

Ainda tenho o velho commodore 64 com resmas de jogos, a mega drive, a snes, o gameboy... sem duvida foi com eles que passei os melhores momentos vídeo jogáveis, principalmente com o Commodore (C64) com os jogos o wonder boy, paperboy, ninja... . Não sei se foi por eu ser um pequenote de 3 / 4 anos e tudo o que via era assim algo de novo e fenomenal, apesar de ter comprado Sega Saturn, PS, Ps2, Psp, DreamCast, Xbox e testado os mega Cd e o 32x e as consolas nintendo... Adorei a Saturn mas melhor ainda foi a Ps1, época dos jogos mais complexos e mais bonitos com um métodos de jogos diferentes, com eles veio aqueles sistemas de cartão de memória e jogos muito mais longos que levavam meses ou muitos dias para acabá-los (alguns deles) ... isso muitas vezes é bom, mas também pode ser mau, os jogos ficam muito mais chatos e repetitivos passado um bom tempo, não generalizando... mas aquele 3D todo, sim é muito bonito... mas as vezes a simplicidade faz falta e jogar um jogo intuitivo torna-se um prazer maior, daí os velhos jogos serem trazerem sempre boas memorias e maior prazer de jogo... (não em todos os casos).
Mas agora generalizando, acho que todas as consolas com a sua evolução, sempre tiveram jogos fenomenais,… Mas sinto que por estas alturas anda tudo um bocado muito parado, ficaram bloqueados neste tipos de jogo que já vem de 1994, quando surgiu o 3D... já saiu de tudo um pouco e agora chega a saturar, por exemplo adorava fps, mas agora nem os consigo jogar a jeito sem perder a paciência rapidamente, pois faz-me sentir tudo do mesmo apesar de ser um jogo com historia e nome diferente. A Wii apesar de ser um telecomando de tv com sensor multi posicional... não muda assim muito o sistema de jogo, porque até faz lembrar aquelas pistolas dos vídeo jogos dos anos de 1988 a 1992, em que tínhamos de disparar contra uns patos ou uns discos… mas agora com umas mais funções acrescentadas, a Xbox 360 aposta no multiplayer, no online e gráficos e a ps3 andou a copiar ideias um bocadinho das duas consolas e misturou com as ideias que usou para a psp, até a nível dos materiais que usou para o exterior da consola como também o seu sistema que tem mais ou menos as mesmas funcionalidades da psp...ou seja... novas consolas, nada assim de muito inovador, porque os jogos são praticamente iguais, mais resmas de rts, de fps, beat em up, rpg, mmrpg e por ai a diante, só as historias é que muda e agora hoje em dia só jogo, se for um party game para poder ser partilhado com a família ou então mesmo só por causa da historia, se for bem elaborada e com um bom script, vale a pena o esforço… é mais ou menos como ver um filme,… o online nunca atraiu-me muito, pois acho que mete as pessoas muito solitárias, no fundo no fundo é como jogar com o computador… nada melhor que jogar multiplayer em versão real… onde podes gritar, tocar, comentar e ver a expressão do jogador ao mesmo tempo que convivemos o jogo…

De Shiryu a 22.11.2006 às 22:32

Não posso concordar mais com este post!

CS? Não é NADA comparado com os torneios que fazia com amigos na Super Nintendo de Super Mario Kart ou Streetfighter 2.

De luxxx a 23.11.2006 às 01:40

Também passei horas/dias/semanas/meses na companhia do multiplayer dessa dupla - o Street Fighter II SNES custou-me perto de 25 contos, pois comprei a versão norte-americana e o adaptador para o cartucho. Coisa mais linda!

Depois temos o Amiga com os torneios de Kick Off - o que será feito do grande Dino Dini? - e, regressando à SNES, os incontornáveis duelos de Bomberman.

Mas isto não quer dizer que não seja adepto incondicional dos duelos online. Claro que não nada consegue ultrapassar os confrontos frente a frente... mas têm de confessar que é difícil ter-se um amigo sempre à mão de semear.

Além do mais, acho que oferecem uma longevidade extra aos jogos, facto sempre reconfortante se tivermos em conta o seu preço.

De Shiryu a 23.11.2006 às 13:32

Xiça, ganda maluco, 25 notas!

O meu foi troca directa: Streetfighter II PAL pelo Bart's Nightmare versão americana. Grande negócio...

Lembrome perfeitamente quando saiu em PT, todos os maluquinhos da Megadrive queriam trocar a minha SNES pela Megadrive deles. Custava 16 contos, ou como eu dizia, 1 conto por cada megabit do cartucho (foi o primeiro cartucho SNES com 16mbs de ROM).

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


calendário

Novembro 2006

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

Mais Jogos no SAPO